Thursday, February 15, 2007

As mulheres da ACIL



Poemas de algumas meninas da Academia Itaperunense de Letras:

“Sonhar é o alimento do poeta
Para que a sua força que é arte
Não se desfaça com a fragilidade da matéria
Que é o pó. Que é fugaz. Que é tão etérea
E fica na saudade o ser profeta.”
(Jurema Coutinho Braga)

......
Tudo é selva, é carência de menino
Tudo é bicho que não sabe aonde vai
Tudo é busca, é encontro, é passageiro
É ilusão de um momento que se esvai.”
(Natália Dias Boechat)

.....
“Venho de devorar estradas
de cruzar mares
de arrulhar idéias.”
(Luciana Pessanha Pires)

....
“O desejo de viver tão
convincente
exacerbadamente
imprescindível
Aflora no momento impreterível.”
(Regina Coeli)

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home