Wednesday, March 29, 2006

Projeto "Café Música e Poesia"

Estou coordenando um Projeto de incentivo à Leitura e sensibilização às Artes, em Itaperuna- RJ. Vamos contar a História do Café através das Artes. Os parceiros do Projeto são a Cia de Arte Damadá, a Academia Itaperunense de Letras e o Colégio Estadual Rotary. O trabalho é direcionado aos alunos do Ensino Médio da Escola. Homenagearemos os poetas Mário Quintana ( pelo centenário) e Manuel Bandeira ( pelos 120 anos do seu nascimento) no Concurso de Poemas. Finalizaremos o projeto no Sarau Lítero-Cultural, dia 02 de maio, às 18h, na Zonzeria, em Itaperuna.
A propósito: Mário Quintana foi aluno de Manuel Bandeira.




De Manuel Bandeira para Mario Quintana:
Quintanares

Meu Quintana, os teus cantares
Não são, Quintana, cantares:
São, Quintana, quintanares.
Quinta-essência de cantares...
Insólitos, singulares...
Cantares? Não! Quintanares!
Quer livres, quer regulares,
Abrem sempre os teus cantares
Como flor de quintanares.
São cantigas sem esgares.
Onde as lágrimas são mares
De amor, os teus quintanares.
São feitos esses cantares
De um tudo-nada: ao falares,
Luzem estrelas luares.
São para dizer em bares
Como em mansões seculares
Quintana, os teus quintanares.
Sim, em bares, onde os pares
Se beijam sem que repares
Que são casais exemplares.
E quer no pudor dos lares.
Quer no horror dos lupanares.
Cheiram sempre os teus cantares
Ao ar dos melhores ares,
Pois são simples, invulgares.
Quintana, os teus quintanares.
Por isso peço não pares,
Quintana, nos teus cantares...
Perdão! digo quintanares.

Quer comprar o selo lançado pelos Correios para homenagear Mário de Andrade?

"O selo apresenta, em primeiro plano, à direita, a imagem sonhadora de Mario Quintana, trabalhada com base em fotografia. À esquerda, está impresso trecho do poema ?O Mapa?, entremeado nos cabelos longos de uma mulher, cujo corpo repousa sobre os versos, tal qual o mapa de uma cidade, que o poeta divaga com seu olhar. A técnica utilizada foi o talho doce."
Mário dizia que fazia poesia por necessidade e que "Poeta não é profissão. É um estado de espírito, ou de coma".

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home